Qual a diferença entre cobra peçonhenta e não peçonhenta?



A diferenciação entre a cobra peçonhenta e não peçonhenta. Não é tão complicado o quanto parece. Porém, para fazer essa distinção entre as cobras que são extremamente letais e as que oferecem menos ou nenhum riscos de morte. É preciso ter algum conhecimento a respeito de determinadas peculiaridades destes répteis.

Não sei qual é o seu grau de conhecimento nesse assunto, porém, se o total desconhecimento ofídico é o seu caso aprenda aqui a distinguir as características destes seres tão temidos.

Jararaca-ilhoa (Bothrops insularis

http://cobrasvenenosas.com / Jararaca-ilhoa (Bothrops insularis.

As cobras peçonhentas são assim chamadas por possuírem a capacidade de inocular peçonha através de suas presas. O veneno que são injetados nas vítimas para sua defesa, quando sentem-se ameaçadas ou com intenção de paralisá-las para que lhes sirvam de alimento, fica armazenado em glândulas localizadas na cabeça das serpentes.

As serpentes não peçonhentas são aquelas que não possuem dentes inoculadores de veneno. Algumas delas carregam em si as glândulas contendo a toxina, mas não possuem dentes estruturados para injetar este veneno.

Spilotes pullatus-caninana. Serpente de Mata Atlântica

http://cobrasvenenosas.com/Spilotes pullatus-caninana. Serpente não peçonhenta. Habitat Mata Atlântica

Mas apesar de não serem consideradas perigosas. Podem picar e causar muita dor, vermelhidão no tecido picado, abrir ferida, pode causar infecção no local atingido e até mesmo levar à morte por tétano em caso de não haver um atendimento adequado.

Portanto, se você for picado por uma serpente seja ela peçonhenta ou não, procure o atendimento médico.

Veja algumas diferenças entre a serpente peçonhenta e a não peçonhenta. Fique cobra no assunto e peçonhento de informações.

Cobra Peçonhenta Cobra não peçonhenta
Possui cabeça achatada. Formato triangular. Sendo a cabeça visivelmente destacada do corpo. Sua cabeça é arredondada.
Os olhos são pequenos e suas pupilas em fenda vertical. Possui entre os olhos e o nariz Fosseta Lacrimal ou Loreal. Seus olhos são grandes, com pupilas circulares. Não possuem Fosseta Lacrimal ou Loreal ( pequeno orifício entre narinas e olhos)
A cobra peçonhenta possui escamas alongadas com aspecto áspero.

As escamas do corpo são iguais às da cabeça.

Ela tem escamas achatadas e seu aspecto é liso e brilhante. Na parte de cima da cabeça as escamas sãos substituídas por placas.
Sua cauda é curta e afina bruscamente A cauda é longa e vai afinando gradualmente
A cobra peçonhenta tem hábitos noturnos, movimenta-se lentamente e ataca quando perseguida. Possuem hábitos diurnos, movimentam-se com rapidez e fogem quando perseguidas.
Sua forma de reprodução é ovovivíparo – isto é o embrião vai se desenvolver dentro do ovo, porém dentro do corpo da mãe. Sua forma de reprodução é ovípara – isto é o embrião se desenvolve no ovo, fora do corpo da mãe, em ambiente externo.

Se você quer aprender um jeito de não errar na hora de distinguir entre cobra peçonhenta e não peçonhenta saiba que isto não é fácil mas é possível.

Você pode distinguir se uma cobra é ou não peçonhenta, estando a uma distância  que não ofereça perigo. Você pode tentar observar a presença ou não da fosseta Loreal ou Lacrimal.

Orifício localizado lateralmente nas serpentes entre o olho e a narina em ambos os lados. À excessão das micrurus (cobras coral verdadeiras ), somente as cobras peçonhentas possuem este orifício.

beruby - lhe devolvemos dinheiro pelas suas compras online

Mas preste muita atenção se você quer mesmo aprender!

  • Se a cobra em questão for uma coral: saiba que a coral verdadeira, apesar de peçonhenta e muito temida, não possui fosseta lacrimal ou Loreal.
  • O veneno da cobra peçonhenta é uma toxina letal, podendo causar a morte. O veneno é um composto tóxico que serve especialmente para imobilizar a vítima, lubrificar e iniciar o processo de digestão antes mesmo da presa ser comida.
  • O veneno é injetado através dos dentes ou presas da cobra e por isto as cobras são classificadas de acordo com à sua dentição.
  • Algumas cobras são consideradas não peçonhentas por não possuírem dentes dotados de canais para a passagem de veneno.  Outras por não possuírem veneno. Exemplo : sucuris e Jiboia.

    Jiboia-Boa-Constritor

    http://cobrasvenenosas.com/Jiboia-Boa-Constritor

  • Algumas cobras possuem dentes grandes por onde o veneno pode escorrer, porém a inoculação fica dificultada devido a posição dos dentes na parte posterior da boca. São exemplos: a cobra de jardim e a falsa coral. Porém, se manipuladas por pessoas descuidadas, pode ocorrer o acidente com envenenamento.
  • As serpentes peçonhentas possuem presas localizadas na parte anterior da boca. “Na frente”. Estas presas possuem fendas profundas e longas por onde o veneno pode escorrer.  Ex: cobra Naja e cobra coral verdadeira.

Só para complementar…

A palavra cobra é usada para definir espécies de origem africana ou asiática que possuem veneno extremamente poderoso. São as Najas. O termo serpente é o mais correto para definir esses nossos répteis rastejantes, sem patas e com o corpo coberto de escamas.

Levando-se em conta que: nomes e apelidos de bichos, objetos e gírias são decorrentes de cada povo. No Brasil, usar o termo cobra ao invés de serpente é normal devido aos nossos costumes.


Cobras peçonhentas e não peçonhentas brasileiras quem são?

Cobras peçonhentas Cobras não peçonhentas
Jararaca, Cascavel, Jararacuçu, Surucucu, Coral verdadeira. Jibóia, Muçurana, Sucuri, Caninana, Coral falsa, Cobra-cipó, Cobra d’água.

Um grande abraço! Batista

Tenho Certeza que alguém do seu círculo de amizades já curtiram ou, compartilharam esse conteúdo. Por isso, creio que você irá curtir ou compartilhar também.

Seja Bem vindo (a). Por favor, se você achou alguma das postagens interessante, deixe seu comentário. E não esqueça de curtir e compartilhar para que mais pessoas conheça esse trabalho.