Picada de cobras ou acidentes ofídicos?

Picada de cobras ou acidentes ofídicos? pouco importa como é denominado o acidente. Não é mesmo? Porém, o fato é que por morar nos grandes centros ou por julgar que nunca vai ser picados, muita gente dar pouca importância aos cuidados e prevenção. Mas, estamos errados quando pensamos assim.

Com as queimadas e os desmatamentos que são frutos da irresponsabilidade do ser humano. Tornou-se comum o aparecimento de cobras de várias espécies nas cidades, tanto não peçonhentas como também as mais peçonhentas que ocorrem no Brasil.

Mas o que fazer para se prevenir? Como lidar se acontecer de alguém ser picado (a)? Muitas vezes nos deparamos com perguntas que não sabemos responder ou, com situações que não sabemos como resolver por não nos interessar pelo assunto ou, por não ter tido a oportunidade de aprender.

Porém, é de suma importância saber como prevenir-se e, principalmente, aprender como lidar com esse problema caso um acidente ofídico ou picada de cobra, aconteça no momento em que seja você ou eu,  que tenha que prestar os primeiros atendimento a alguém.

Quando se trata de cuidados e prevenção contra picada de cobras, todo cuidado deve ser tomado para evitar o acidente. Pois, além das consequências poder ser desastrosas quando a cobra é peçonhenta: Muitas vezes deixa sequelas irreversíveis ou pode até levar à morte.

acidente-ofídico. Efeito-da-picada-de-uma-serpente-peçonhenta.

http://cobrasvenenosas.com/acidente-ofídico. Efeito-da-picada-de-uma-serpente-peçonhenta.

A cobra é um réptil que causa pavor em muita gente. Quando peçonhenta: algumas cobras, seu veneno além de causar sérios danos em suas vítimas, também serve de base para importantes medicamentos. Como é o caso da Jararaca e a Cascavel. Mas quando sente-se ameaçada também pode atacar o ser humano. Sua picada pode causar sérios danos como o mostrado na foto e / ou levar à morte.

Algumas cobras são peçonhentas outras não. Para os especialistas, baseando-se em alguns detalhes, existem diversas formas de identifica-las mesmo que esta seja uma coral. Para os leigos, existem apenas duas forma de reconhece-las.

Uma é se expondo ao risco. E não é nada aconselhável essa forma de descoberta, por que é pegando o animal para visualizar suas presas. E a outra, esta nem sempre estar visível quando nos deparamos com uma cobra.

bothrops-jararaca-da-seca.

http://cobrasvenenosas.com/bothrops-jararaca-da-seca.

A fosseta loreal como mostrado nesta foto, é um orifício localizado lateralmente de ambos os lados na cabeça das serpentes peçonhentas, entre as narinas e o olho. Mas, como para toda regra existe uma exceção. Neste caso à exceção entre as cobras venenosas Brasileiras, são as cobras corais verdadeiras.

Que são peçonhentas mas não possuem fossetas loreais. Os gêneros de serpentes as quais possuem a fosseta loreal como principal órgão identificador são: Bothrops. Jararacas, Jararacussu, Urutus, cotiara etc. Crotallus, cascavéis. Lachesis. Surucucu pico de jaca. 

Existem outras características e hábitos nas serpentes peçonhentas, que para um biólogo, herpetólogo, técnico de serpentário ou, um outro especialista. São identificáveis sem muita dificuldade, mesmo a fosseta loreal não estando à mostra ou, se esta for uma coral. Porém, como dito anteriormente.

Para uma pessoa sem conhecimento é uma tarefa difícil, arriscada e não aconselhável. Principalmente, quando se trata de uma cobra coral, que, pelo fato de existir duas delas com mais semelhanças do que diferença e não possuir a fosseta loreal, que é o órgão identificador que nos dar 100% de certeza se a serpente é ou não peçonhenta.

O leigo terá que fazer o corpo a corpo com o animal para analisar suas presas. E esta é uma tarefa arriscada e
pode ser suicida em caso de envenenamento.

Micrurus Serranus

http://cobrasvenenosas.com/Micrurus Serranus. Cobra Coral Verdadeira.

Para um melhor entendimento do leitor: Existem diversas espécies de cobras corais verdadeiras. Mas nenhuma delas possuem fosseta loreal. E é exatamente por este motivo que sua identificação torna-se mais difícil que as outras serpentes peçonhentas.

Você possui alguma noção à respeito desse assunto? Saberia o que fazer para prevenir-se da picada de uma cobra venenosa? O primeiro passo é você aprender fazer a prevenção. segundo passo é você aprender como lidar com o acontecido.

Como prevenir-se e evitar picada de cobras? Quais cuidados deve se ter contra esse trágico acontecimento? É preciso estar sempre atento (a). Confira abaixo algumas dicas para evitar esse trágico acidente.

Precauções que devemos ter contra o aparecimento e possíveis picada de cobras.

Se for entrar em locais onde provavelmente existem cobras. Use uma bota de cano longo.  Vista uma calça comprida. Use luvas de couro. Ao invés de usar um tênis, o mais seguro é calçar sapatos fechados. Uma bota de cano longo por exemplo.

Algumas cobras atacam os membros inferiores (pernas e pés), outras atacam antebraços e mãos. Às arborícolas, geralmente atacam os ombros, cabeça e pescoço. Mantenha as áreas como: quintais, paióis e terreiros sempre limpos para evitar ratos. Já que estes servem de alimento para as cobras.

  1. Mantenha o gramado sempre aparados. Nunca deixe amontoados de gravetos, galhos, arbustos ou lixo em torno de casa.
  2. Se por acaso se deparar com uma cobra venenosa, não faça movimentos bruscos nem caminhe em sua direção, pois se ela sentir-se ameaçada ela atacará. A melhor alternativa é manter-se imóvel até que ela se afaste e você fique fora do alcance dela.
  3. Nunca mexa em entulhos ou montes de madeira, pilhas de lenha ou milho, usando as mãos. Utilize uma vara comprida.
  4.  Feche frestas de portas e buracos nas paredes, pois podem tornar-se prováveis locais de esconderijo das cobras venenosas. Elas gostam de locais quentes, úmidos e escuros.
  5. Use luvas de couro para proteção de mãos e antebraços, pois é onde ocorre 15% das picadas.
  6.  Ao caminhar em matas, roças ou campos não enfie os pés em buracos.
  7. Tome cuidado ao mexer em casas de cupins, muito comuns no mato ou em roças. Para a própria segurança e é bom ter conhecimento sobre os hábitos das cobras venenosas.Observe alguns hábitos e curiosidades sobre algumas cobras:
  • A Cascavel toca seu guizo (que fica na ponta da cauda) quando sente presença de estranhos e a jararaca vibra sua cauda quando se sente ameaçada. As espécies venenosas geralmente possuem hábitos noturnos.
  • As cobras não possuem o hábito de piar nem a  noite nem de dia para atrair passarinhos.
  • As cobras podem ser terrestres, aquáticas ou anfíbias ( vivem na água e na terra).Existem algumas que vivem sobre as árvores, outras no solo e existem as que são subterrâneas. Algumas cobras como a coral verdadeira apresentam hábitos aquáticos. Quando uma cobra venenosa estiver atravessando o rio poderá picar se sentir-se ameaçada.
  • As cobras costumam dormir quando faz sol. Elas saem para caçar à noite.. O curioso é que elas só precisam alimentar-se 1 vez na semana.
  • A cobra Cascavel prefere habitar lugares pedregosos e quentes. As jararacas preferem lugares mais úmidos como lagoas e beira-rio. A Sucuri e a Jiboia gostam de morar em matas à margem de rios e lagos.
  • As cobras venenosas costumam aparentar aspecto mais tranquilo e são mais vagarosas. As não venenosas são mais rápidas e ativas e possuem hábitos diurnos.

Formas de ataque das cobras

As cobras possuem diferentes formas de caçar suas presas e atacar. Existem as que buscam ativamente suas presas na água, galerias subterrâneas ou vegetação alta.

Outras ficam à espreita esperando a vítima passar próximo a ela. Portanto, proteja-se, e tome muito cuidado contra picada de cobras.

Picada de cobra peçonhenta – o que fazer? Qual socorro se deve prestar?

Em caso de picada de uma serpente peçonhenta o socorro precisa ser imediato, pois a vida da vítima pode depender de tempo. O veneno da cobra peçonhenta, principalmente de cobra coral, jararaca ou cascavel, pode levar à morte em poucas horas.

Por isto a importância de um primeiro socorro adequado. O tratamento é a aplicação do soro anti-ofídico e este precisa ser aplicado o mais rapidamente possível, entre 2 ou menos e até no máximo 6 horas após o acidente.

Então, em caso de picada de uma cobra peçonhenta tome a atitude certa!  O Instituto Butantã e outros órgãos com largos entendimentos neste assunto nos orientam que nestes casos deve-se:

  • Lavar bem o local da picada usando somente água e sabão. Caso não tenha sabão, lavar apenas com água.
  • Manter a vítima hidratada, oferecendo goles de água constantemente.
  • Manter o local do corpo que foi picado voltado para cima.
  • Buscar socorro médico rapidamente.

O que não se deve fazer em casos de picada de cobra peçonhenta.

  • Não faça torniquete no local da ferida
  • Não fure nem faça cortes no local da ferida ou em ao redor do local.
  • Não aplique nenhum tipo de pomada ou qualquer outra substância como: pó de café, querosene, fumo ou outros sobre a picada ou em torno dela.
    Mantenha a vítima consciente, porém sem dar bebidas alcoólica para mante-la esperta.

O procedimento correto ao socorrer a pessoa picada por cobra peçonhenta pode evitar complicações futuras. A picada de cobras com poder de inoculação de veneno é tratada corretamente através da aplicação do soro antiofídico.

Que tipo de tratamento é feito no caso de picada de uma cobra peçonhenta?

surucucu-pico-de-jaca

http://cobrasvenenosas.com/Lachesis-muta-surucucu-pico-de-jaca. Bico-de-jaca, entre outros apelido.

O procedimento é o mesmo para todos os casos. Porém, a primeira ação do médico será tentar identificar o tipo de cobra responsável pela mordida.

Por isto, se não houver riscos de novo acidente, e se houver condições de capturar a serpente viva ou morta. É bom levar a cobra responsável pela picada ao centro de atendimento para o profissional que vai prestar o socorro, identificar o tipo de envenenamento.

Caso contrário o médico fará perguntas sobre a cobra para analisar as características e avaliar o tipo de soro que será usado.

Esta ação é necessária porque existem diversos tipos de envenenamento. E, para cada tipo de acidente ofídico, existe um soro antiofídico específico. Ainda existem os soros Polivalentes que pode ser aplicado em alguns casos.

Um exame criterioso é feito na vítima para analisar a extensão do envenenamento e os fatores de risco imediato. Depois de avaliar todas as condições se iniciará o tratamento com o soro polivalente ou específico para o caso.

Soro antiofídico

O soro antiofídico é o único tratamento realmente adequado e eficaz no caso de picada de uma cobra peçonhenta. Este antídoto é produzido pelo Instituto Butantã, e é feito com o próprio veneno que é retirado de cobras vivas em conjunto com o sangue do cavalo.

Crotalus-Durissus-Culminatus

http://cobrasvenenosas.com/Crotalus-Durissus-Culminatus. Cascavel

 

Para elaboração do soro, o veneno é retirado das cobras, que são doadas ao Instituto Butantã e lá vivem em cativeiro. A seguir este veneno é aplicado em cavalos em pequenas doses que não irão prejudicar o animal.

Esta ação provoca uma reação no corpo do cavalo que começa a produzir anticorpos que atuam contra o veneno. Depois de algumas semanas o sangue do cavalo é retirado, (a quantidade de sangue retirada é em torno de 3% do peso do animal, para não causar danos). O sangue já contendo os anticorpos é usado para a produção do soro.

As reações causadas nas vítimas pelo envenenamento proveniente da picada de uma serpente peçonhenta.

micrurus_diastema-Cobra-Coral-Verdadeira.

http://cobrasvenenosas.com/micrurus_diastema -Cobra-Coral-Verdadeira.

Uma pessoa ao ser picada por uma cobra peçonhenta pode apresentar diversos sintomas próprios da reação do organismo ao veneno. Para cada tipo de cobra há reações diferentes.

Observe o quadro abaixo:

Tipos de cobras Sintomas – reação do corpo
Coral verdadeira A vítima apresenta visão dupla, falta de ar, pálpebras caídas, dificuldade para engolir.
Cascavel Não apresenta lesão profunda e evidente no local da picada. A vítima sente formigamento. Dificuldade em abrir os olhos, visão dupla e turva, dor generalizada, urina de cor avermelhada.
Jararaca A pessoa picada apresenta inchação, hemorragia local, hemorragia na gengiva e dor no local da picada.
Surucucu  Inchação, dor e hemorragia local, alterações cardíacas e diarreia.

 

Se você achar esse post informativo ou interessante, passe esses conhecimentos adiante. Curta ou compartilhe, e informe a mais pessoas sobres esses conhecimentos.

Um abraço! Batista

Tenho Certeza que alguém do seu círculo de amizades já curtiram ou, compartilharam esse conteúdo. Por isso, creio que você irá curtir ou compartilhar também.

Seja Bem vindo (a). Por favor, se você achou alguma das postagens interessante, deixe seu comentário. E não esqueça de curtir e compartilhar para que mais pessoas conheça esse trabalho.